11 de novembro de 2014

Hidratação, nutrição ou reconstrução? Do que o meu cabelo precisa?


Boa noite pessoal! Ontem eu publiquei aqui um manual sobre o Cronograma Capilar. Não quis me estender muito sobre os produtos e a forma de identificar qual a fase que seu cabelo mais necessita pra não virar um post gigantesco, então estou dividindo por partes para facilitar a compreensão de vocês que estão começando agora e para quem já é experiente conseguir encontrar exatamente a informação que procura. Como eu falei no outro post, com o passar do tempo e a adaptação ao cronograma fica cada vez mais fácil identificar a fase que o seu cabelo mais necessita, mas existem algumas características gerais em que podemos nos guiar para facilitar esse trabalho.

Cabelos opacos, sem vida, ressecados, e danificados pelo Sol e danos do dia-a-dia precisam de Hidratação. Como efeito imediato, a hidratação vai facilitar o desembaraço, dar brilho e maciez ao cabelo. O excesso de hidratação não causa nenhum efeito negativo, a não ser que o seu cabelo esteja elástico. Nesse caso a hidratação deve ser completamente evitada!

Cabelos volumosos, com muito frizz, pontas espigadas, muito ressecadas e porosas necessitam de Nutrição. Os componentes nutritivos irão devolver a maleabilidade ao fio, repor os lipídeos e reduzir o volume. Uma opção à nutrição feita com cremes  nutritivos ou com a adição de óleos nos produtos, é a Umectação. A umectação nada mais é do que a aplicação do óleo (100% vegetal, sempre!) diretamente nos fios. Você pode escolher o óleo de sua preferência, aplicar no cabelo seco enluvando os fios e deixar agir por algumas horas. A maioria das pessoas aplica o óleo antes de dormir e remove no dia seguinte, lavando com shampoo e condicionador e é dessa forma que eu faço. Pode ser realizada até mesmo em cabelos oleosos, desde que tenha-se o cuidado de remover completamente o óleo (ou manteiga, se preferir) na lavagem. O excesso de nutrição pode ocasionar oleosidade em excesso em todo o fio, cabelos sem vida e pesados.

Cabelos que passam por processos químicos agressivos que alteram a estrutura do fio, precisam de Reconstrução. Cabelos muito danificados, quebradiços, com pontas duplas, porosos e elásticos entram nessa categoria. Se você faz alisamento, descoloração, tintura, progressiva, é recomendado que seja realizada uma reconstrução após o procedimento. A reconstrução vai ajudar na reposição de proteínas e aminoácidos, reconstruindo a estrutura do fio, selando as cutículas, proporcionando mais resistência e reduzindo a porosidade. O excesso de reconstruções, especialmente se esta for feita à base de queratina, pode causar efeito rebote e ocasionar a rigidez excessiva do fio, levando à quebra. O cabelo se torna opaco, rígido e quebradiço. Com exceção do cabelo elástico, mesmo em um cabelo danificado ela deve ser feita moderadamente, principalmente no caso de reconstruções com queratina, que necessitam de um intervalo de cerca de 15 dias. Já no cabelo elástico, é imprescindível a realização de reconstruções com e sem queratina. Nunca, jamais, em hipótese alguma faça hidratações e/ou nutrições em um cabelos elástico! Muito menos umectações! Essa etapas pioram o estado do fio elástico. Nesse caso só é permitido a reposição de massa capilar, de aminoácido e de proteínas até o cabelo estar recuperado da elasticidade, e mantenha o cabelo molhado pelo menor tempo possível.   

A próxima postagem sobre cabelos será com dicas de produtos baratos que podem ser utilizados no Cronograma Capilar ;)

10 de novembro de 2014

Cronograma Capilar: O que é e como fazer

Eu sei que existem trilhões de blogs nesse momento falando sobre o querido Cronograma Capilar (CC para o íntimos) mas ainda tem pessoas que vez ou outra me perguntam como funciona isso quando publico alguma coisa nas minhas redes sociais, por isso estou fazendo um guiazinho simples aqui para quem não sabe por onde começar. Também vou fazer outra postagem dando diquinhas que me ajudaram muito, principalmente quando o dinheiro tá pouco e a gente não sabe no que investir. Antes de tudo, tenho que dizer que nós fomos ensinados a fazer "hidratação" no cabelo quando ele não está muito saudável, não está com um aspecto legal ou precisa de um tratamento urgente. Se você ainda não tem conhecimento sobre o cronograma, vou dar um conselho: Esqueça tudo o que você aprendeu e comece de novo.

Antes de tudo, precisamos entender a estrutura do fio de cabelo e como ela "funciona"


Na imagem acima vocês podem ver a cutícula, a medula e o córtex.

A Cutícula: É a parte mais externa do fio. Ela é responsável pelo aspecto brilhoso, macio e protege o córtex. A cutícula fica recoberta por uma camada de lipídeos que recobre os fios e protege as células. São células de formato achatado, assemelhadas à escamas de peixe que podem se abrir ou fechar segundo as condições de temperatura e acidez dos fios. Quando submetemos o cabelo a processos químicos e físicos agressivos, essa camada de lipídeos é removida, causando danos às cutículas e deixando o interior dos fios expostos.  

O Córtex: O córtex é a parte responsável pela cor, pela estrutura, forma, resistência  e pela elasticidade do fio. Nela se concentra a melanina, responsável pela cor, e a camada de proteínas. Quando sofre danos (com processos como alisamento, tintura, descoloração), é ainda mais difícil de ser recuperada que a cutícula. 

A Medula: Segundo minhas pesquisas, ainda não é atribuída nenhuma função à medula, e comumente pode ser ausente em homens, cabelos muito loiros ou finos.

Quando o fio de cabelo está danificado, nós precisamos fazer reposição de nutrientes para simular a sua estrutura natural novamente e isso se faz através da Hidratação (H), Nutrição (N) e Reconstrução (R), exatamente nessa ordem. Tem diferença entre uma coisa e outra? Sim. Mas a hidratação resolve tudo? A resposta é Não.

A hidratação tem a função de fazer a reposição hídrica nos fios, ou seja, repor a água perdida para o meio e deve ser a primeira etapa a ser realizada no cronograma capilar. Isso pode ser feito utilizando extratos de plantas e vitaminas. Ao procurar tratamentos hidratantes, você deve procurar por produtos que contenham:

cronograma capilar hidratação

 A nutrição repõe a camada de lipídeos, ou seja, a "gordura" natural dos fios. Não adianta fazer uma nutrição sem uma hidratação prévia, ou em cabelos muito ressecados (por perda hídrica), pois os lipídeos não aderem aos fios se a umidade não estiver ok. Quando for fazer uma nutrição opte por produtos com os seguintes componentes:

cronograma capilar nutrição tabela

A reconstrução, por sua vez, é responsável pela reposição de proteínas do cabelo, e o cabelo precisa estar hidratado e nutrido. Não adianta fazer uma reconstrução em um cabelo que necessita de reposição de água e de lipídeos, pois ela vai agir como uma selagem no fio, deixando-o duro e sem maleabilidade. O excesso de queratina pode causar o mesmo efeito. Uma reconstrução pode ser feita utilizando complexo de queratina ou sem a queratina, agindo como reposição de massa capilar (RMC), onde ocorre a reposição de aminoácidos nos fios. Os principais componentes reconstrutores são os seguintes:

Reconstrução capilar componentes

O cronograma capilar age simplesmente fazendo a reposição desses componentes na ordem certa, garantindo a saúde dos fios. Existem dezenas de tabelas na web ensinando como fazer, e não existe uma "certa", mas sim aquela que se adapta melhor às suas necessidades. É normal com o passar do tempo inclusive substituir uma tabela por outra, mas antes de começar o cronograma, é importante fazer uma lavagem com shampoo anti-resíduos ou com qualquer shampoo de limpeza de profunda. Ele vai ajudar a limpar todas as substâncias que possam impedir a absorção dos nutrientes pelo fio. Outra medida a ser tomada é evitar ou, de preferência, abolir completamente o uso de produtos que contenham petrolatos. Petrolatos são substâncias derivadas do petróleo que são usadas em produtos para fazer volume e agem como uma maquiagem nos fios. Elas criam uma espécie de película que recobre os fios, deixando-os aparentemente bonitos, mas impedem a penetração dos componentes que vão tratar de fato o seu cabelo. Eles são encontrados mais comumente com as seguintes nomenclaturas:

Oléo Mineral/ Mineral Oil
Parafina Líquida/ Paraffinum Liquidum
Isoparafina/ Isoparaffin
Vaselina
Petrolatum

Vou deixar algumas opções de tabelas para seguir de acordo com o estado do seu cabelo.


tabela do cronograma capilar



cronograma capilar para cabelos danificados

Com o passar do tempo e a adaptação aos produtos, você vai acabar descobrindo qual das etapas seu cabelo precisa mais. Uma dica para descobrir isso é observar em qual etapa seu cabelo responde melhor. Ele fica mais macio, brilhoso e bonito depois da hidratação, da reconstrução ou da nutrição? Cabelos cacheados costumam responder melhor à nutrição, cabelos extremamente danificados adquirem um aspecto melhor depois da reconstrução. Cabelos virgens e saudáveis podem ficar pesados depois da nutrição ou duros depois da reconstrução com queratina. Se você achar que ao longo do mês o seu cabelo não está respondendo bem a determinada fase do cronograma, e a mudança de produto não resolver, pule ela. Vai ver seu cabelo precisa mais de reposição hídrica e está bastante saudável, dispensando o uso de proteínas. O cronograma não é uma ciência exata, mas é uma base, um ponto de partida para você aprender a cuidar do seu cabelo da forma correta, evitando componentes nocivos e lhe ensinando a potencializar os bons. No fim das contas a experiência é que vai lhe ensinar o que funciona melhor pra você, afinal de contas, cada cabelo é um caso. Boa sorte!

Sobre ausências.

   Eu sei que se meu blog fosse profissional, eu estaria falida. Falei um pouco aqui sobre a fase de transições que eu vivo atualmente, e o blog é uma grande parte disso. Ando sumida porque nem sempre tenho tempo ou vontade de postar. No começo eu me cobrava muito, me sentia culpada por precisar passar alguns dias longe daqui, mas eu tenho andado numa fase tão grande de desapego que percebi que de nada adianta me cobrar pra fazer alguma coisa se ela não for uma forte expressão do que eu sito no momento. Nunca fui o tipo de pessoa que fala sem parar, nem sem pensar. Só falo quando tenho em mente algo que vale  a pena ser dito e isso é uma verdade sobre o meu blog também.
    Passei as ultimas semanas fazendo testes e experimentos para relatar no blog, mas a solidão também se faz necessária para minha criatividade aflorar. As vezes eu canso. Canso de internet, canso de selfies, canso de redes sociais, canso de notícias sobre tragédias, canso desse mundo onde tudoacontecealmesmotempoagora. Preciso me isolar em mim ocasionalmente para manter minha sanidade. Preciso de silêncio, de ninguém por perto, de me ouvir respirar. Ando planejando um monte de postagens para meninas, não prometo que estarei por aqui todos os dias, mas estarei presente sempre que algo que eu falar possa servir pra mais alguém. Tanta mudanças vem acontecendo em mim, por dentro e por fora, que não tenho tido tempo de atualizar isso aqui, e eu não quero que o blog seja mais uma forma de prisão. Liberdade, no momento, é o que me move.

26 de outubro de 2014

Como personalizar a data das postagens do blog

Como modificar a data do blog
Vim trazer hoje pra vocês um tutorial de como personalizar a data das postagens do seu blog. Testei alguns tutoriais onde era possível colocar balões ou outros elementos como fundo fazendo hospedagem da imagem, mas infelizmente eles não funcionaram :/ Então só vou recomendar um, foi o único que eu consegui executar e o mais simples e fácil também (que bom, né!). Magina se eu ia trazer coisa que não deu certo pra ensinar aqui. Aviso logo que será necessário mexer no html do blog. Mas olha, nem se preocupe, é só fazer o backup do seu template antes de alterar qualquer coisa que, caso ocorra algum erro, é só fazer upload do mesmo depois. 

A primeira coisa que você vai ter que fazer é ir em Configurações > Idioma e Formatação > Formato da data e selecionar a opção indicada na seta vermelha, caso ainda não seja a seleção atual do seu blog.

Como mudar a data da postagem no blog

Agora vá em Modelo, Editar HTML, dê um Ctrl+F e procure o código abaixo
.main-inner .widget h2.date-header {
Ele provavelmente vai aparecer mais de uma vez, então encontre o trecho do código que é seguido pelas linhas em azul abaixo:
.main-inner .widget h2.date-header {  margin: 0 -15px 1px;  padding: 0 0 $(date.padding.bottom) 0;
  font: $(date.font);  color: $(date.text.color);
Apague as linhas em azul e cole no lugar o seguinte código
float: right;  (modifique para left se quiser posicioná-lo do lado esquerdo da postagem)
width:55px; (aqui você pode modificar a largura)
height:55px; (aqui você pode modificar a altura)
overflow:hidden;
font-size:12px; (selecione o tamanho da fonte)
color: #fff !important; (selecione a cor da fonte)
text-align:center;
margin-bottom: -66px; (descer)
margin-left: -80px; (margem pra esquerda)
padding: 9px 2px 0px 2px;  (espaço interno: topo, direito, embaixo, esquerdo)
-webkit-border-radius: 5em; -moz-border-radius: 5em; (borda redonda)
background: #87CEEB; (selecione a cor do fundo)}
 O código vai ficar como na imagem abaixo
como mudar a data do blog

Clique em Visualizar Modelo e verifique se está tudo certinho. Salve o modelo.
Não esqueça de apagar os trechos em azul depois de colar os códigos.
As partes em rosa no código são as que você pode modificar. Personalize de acordo com o seu gosto. Não modifique nada nas partes em vermelho. 
Se quiser modificar a cor do fundo do seu balão da data, veja outras cores aqui.
Se você tiver feito tudo certinho, sua data vai aparecer como aqui no blog

E então, gostaram? Conseguiram fazer? Precisa de ajuda? Se você tiver feito no seu blog, não esquece de deixar o link aqui nos comentários para eu ver como ficou!

14 de outubro de 2014

7 itens da cozinha que você pode (e deveria) usar nos cabelos

De tempos em tempos eu mudo o foco de pesquisas e investimentos com relação ao tema "beleza". Já faziam umas semanas que eu estava querendo tirar o violeta das pontas e platinar para colocar um azul, mas isso vem me dando uma dor de cabeça que cêis nem imaginam. Como esse processo exige muuitos cuidados (e paciência) acabei tendo a ideia de fazer uma postagem com produtos baratos e  que praticamente todo mundo tem em casa. E quem não tem, é só passar em qualquer mercadinho e comprar, facinho. Vamos à lista.

óleo de coco

1.Azeite de oliva extra virgem.

Esse tinha que ser o primeiro item. Azeite é ótimo para quem faz cronograma capilar e está na fase de nutrição. Também é sem dúvida o óleo vegetal mais fácil de ser encontrado para fazer umectação. É excelente para repor os nutrientes de cabelos que sofrem muito com frizz e fios com aquele aspecto duro, pouco maleável. Não costumo mais misturar com cremes, minha principal forma de uso é fazendo umectação capilar antes de dormir.

Umectação e nutrição:
Passe um pouco de azeite no comprimento e raiz dos cabelos quando está sujo, massageando a raiz por alguns minutos. Essa técnica surgiu originalmente na Índia, e serve tanto para nutrir, quanto para acelerar o crescimento dos cabelos. Durma com o cabelo assim e lave no outro dia quando acordar. Ou, se preferir, adicione azeite ao seu creme de hidratação preferido e deixe agir conforme o tempo estipulado. O segredo para retirar completamente é fazer duas lavagens com o shampoo para não restar resquícios de óleo. 

E não tem o menor problema se você tiver cabelo oleoso viu, é só lavar direitinho.

2.Óleo de coco

Óleo de coco também é um dos melhores óleos para nutrir o cabelo. Costuma ser mais caro que o azeite de oliva, é utilizado da mesma forma e também dura bastante. O mais importante é se certificar de que o óleo é puro, que não há nenhum outro ingrediente no composto do produto, pois isso pode interferir no resultado. Existem várias lojas que vendem on line e você pode comprar em lojas de suplementos e lojas que vendem produtos naturais. Eu infelizmente não posso usar, tenho alergia. Na primeira vez que usei senti meu coro cabeludo ardendo muito e meu rosto inteiro começou a queimar quando fui lavar o cabelo, por causa do óleo que escorreu. Felizmente isso é muuuito incomum, hoje eu substituo ele por outros óleos e manteigas de origem vegetal. Acabei testando depois o azeite de coco e me dei muito bem com ele também.

3.Vinagre de maçã e limão

Esse aqui nem todo mundo conhece, mas eu garanto que quando você perceber os benefícios, não vai querer largar mais. O ph natural do nosso cabelo é acido, e fica entre os números 4 e 5. Quando tomamos banho de mar ou piscina por exemplo, as escamas dos fios se abrem por causa do ph básico que o sal e o cloro possuem, entre 8 e 9. Isso favorece aquele aspecto de cabelo ressecado e desnutrido. O mesmo ocorre com o uso do shampoo, que abre intencionalmente as cutículas do fio para limpar e o condicionador tem a função de restaurar as escamas e fechá-las para evitar a perda de nutrientes depois. Algumas vezes, principalmente depois de alguns procedimentos estéticos como descoloração e tintura (que possuem o ph muito básico), as escamas do cabelo permanecem abertas, favorecendo a perda de nutrientes para o meio. Se o seu cabelo estiver muito ressecado, sem brilho, com muito frizz e você já houver usado cremes e feito reconstrução sem notar melhora na saúde dos fios, isso provavelmente indica que se cabelo está poroso e precisando de uma acidificação.

O procedimento se realiza da seguinte forma, para acidificar:
Lave o cabelo normalmente com shampoo, enxague, aplique o creme de tratamento, deixe agir pelo tempo indicado, enxague, aplique o condicionador massageando os fios, enxague. Depois dessa lavagem normal, dilua um pouco de vinagre de maçã/suco de limão na água, numa proporção de 1:1, vinagre/limão e água em parte iguais. Derrame sobre o cabelo e deixa agir por 2 ou 3 minutos e enxague só com água depois. Isso vai fazer com que o creme de tratamento realmente penetre nos fios e o seu cabelo absorva todos os nutrientes. Faça uma acidificação 1 vez na semana se seu cabelo estiver muito poroso, ao longo de 1 mês ou sempre que sentir necessidade. Ou, ao longo de de uma semana, faça 2 acidificações com vinagre/limão puros depois das lavagens, estendendo o uso para 1 vez a cada quinze dias.

4. Leite e Maizena

O uso do leite e da maisena pode ser aplicado com três utilidades: para fazer um alisamento caseiro, para hidratar ou para desbotar a cor do cabelo tingido.

Para alisar:
Faça uma mistura de 2 colheres de sopa de Maizena para cada 200ml de leite, misture bem, fazendo uma "papa" e aplique no cabelo seco, penteado e estirado, sem prender. O ácido láctico vai agir, junto com a maisena promovendo um alisamento gradativo nos fios. Deixe agir por cerca de 40 min, lave normalmente com shampoo e condicionador e seque com o secador. 

Claro que o resultado não vai ser igual ao de uma escova, mas eu já fiz e ajuda a diminuir o volume, o frizz e alisar o cabelo, é ótimo para quem quer dar um tempo na chapinha e pode ser feito uma vez no mês. A hidratação é feita de forma muito parecida, mas tem diferenças em algumas partes do processo.

Hidratação:
Misture 1 colher de sopa cheia de Maizena em 1 copo americano de leite, leve ao fogo por alguns minutos, para a mistura engrossar. Retire do fogo, espere esfriar um pouco e adicione à "papa" 2 colheres do seu creme de hidratação, aplicando nos cabelos enquanto ainda estiver morno. Passe nos cabelos lavados, deixe agir por 40min e em seguida lave com shampoo.

Para desbotar a cor do cabelo (seja tinta fantasia ou tinta de cores comuns) você não precisa necessariamente utilizar a Maizena, e o leite puro por si só já mostra resultados. É importante lembrar que ele não remove completamente a tinta na primeira aplicação, a menos que o seu cabelo esteja pintado com cores patéis.

Desbotar:
Aplique o leite puro, de caixa ou leite em pó - diluído em água, claro - integral encharcando os cabelos. Deixe agir por cerca de 1h a 1h e meia e lave com shampoo e condicionador. 

Já testei essa receita para remover a tinta violeta do meu cabelo e ajudou a desbotar sim.

Gelatina incolor/sem sabor

A gelatina incolor tem sido bastante usada na reconstrução capilar, e ajuda inclusive no caso de cabelos elásticos. Também funciona para deixar os cachos mais definidos. Por causa da presença do colágeno, ela ajuda a regenerar os fios. A receita mais comum de uso da gelatina nos cabelos é:

Reconstrução:
Meio pacotinho de gelatina dissolvido em meia xícara de água quente. Espere esfriar um pouco, acrescente 2 colheres de sopa do seu creme de hidratação e aplique nos cabelos secos com a mistura ainda morna. Deixe agir por 40 minutos e em seguida lave normalmente com shampoo e condicionador. 

Outro uso que descobri recentemente, tem a função não de regenerar os fios, mas de encorpar, principalmente no caso de cabelos muito finos e quebradiços. Nessa função, você deve acrescentar:

Encorpar os fios:
Um pacote de gelatina sem sabor em uma embalagem cheia de shampoo, misturar, deixar descansar por 8h e depois agitar novamente e usar até 3x na semana até obter resultados. 

Eu vou testar essa receita do xampu e depois venho contar aqui pra vocês, com foto de antes e depois. Todas essas são receitas baratas e fáceis, e podem te ajudar muito a economizar dinheiro com produtos de cabelos. Sou adepta de receitas naturais para os fios, e acredito que nada faça tão bem ao nosso corpo como os compostos vindo diretamente da natureza.

Você acha que eu esqueci de algum produto que poderia entrar aqui? Usa algum deles de forma diferente? Me conta nos comentários!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...